Diagrama de Árvore

É uma ferramenta muito eficaz para isso, já que permite fazer o mapeamento detalhado dos caminhos a serem percorridos para alcançar o objetivo e assim definir uma estratégia de abordagem, ou dar uma visão da sua estrutura. Possibilita desdobrar o objetivo, repetidamente, até se chegar a ações executáveis.

Deve-se usá-lo quando:

  • Uma tarefa específica é complicada e não é fácil atribuí-la a uma só pessoa;

  • A implementação de uma tarefa é bastante complexa.

  • Quando é muito perigoso esquecer uma tarefa básica.

  • Quando existem obstáculos que tenham levado ao fracasso tentativas anteriores de execução de uma tarefa.

Procedimento para elaboração:

  • Definir o objetivo básico - tema do trabalho. Colocar o objetivo básico dentro de um retângulo de linhas duplas do lado esquerda do papel.

  • Definir os meios, os mais gerais possíveis, respondendo, sucessivas vezes, à pergunta: “como fazer?”.

  • Esgotada a definição dos meios, fazer uma análise de viabilidade de execução dos meios definidos.

  • Definir meios específicos, transformando cada meio geral em um objeto intermediário. Repetir o passo 2 e 3 para cada objetivo intermediário.

  • Repetir o passo 4 até que se chegue a um nível de desdobramento que se julgue conveniente como estratégia de ação. (são os meios executáveis da árvore).

  • Fazer análise crítica obtida. (Por quê? / para que?).

  • Acrescentar a coluna de informações complementares (3 w-1H faltantes)

  • Fazer uma revisão final da árvore constituída (Figura 1).

Figura 1 – Método para construção de um diagrama de árvore (desdobramento de medidas)

A Figura 2 apresenta o desdobramento de ações (meios) para se atingir um objetivo.

Figura 2 – Exemplo de um diagrama de árvore

A Figura 3 apresenta o desdobramento de um problema geral (meta global) em problemas menores para estabelecimento de metas específicas.

Figura 3 – Exemplo de um desdobramento de um problema

Para uma melhor análise, o diagrama de árvore de problemas (Figura 3) pode ser combinado com a análise de Pareto.

FONTE: ebah