Descubra por que ser Green Belt tem sido uma Vantagem no Mercado de Trabalho!


Sem dúvida, a metodologia Seis Sigma é hoje a “menina dos olhos” nas organizações mais desenvolvidas. Pessoas que no passado entenderam que melhorar processos era inevitável em um mundo cada vez mais competitivo e buscaram desenvolver essas habilidades em cursos de “Seis Sigma Green Belt”, hoje estão em uma posição de bastante destaque na carreira.

Atualmente, com uma quantidade crescente de dados disponíveis é cada vez mais raro um profissional conseguir destaque sem a habilidade para analisar dados e extrair informações valiosas, visando direcionar ações de melhoria de processos e com isso, reduzir custos e aumentar a produtividade em suas empresas.

Os profissionais “Green Belt” possuem conhecimento avançado em questões estatísticas e, portanto são pessoas mais analíticas. Esse perfil tem se diferenciado pelos insights fornecidos para seus superiores e um alto poder de convencimento. O grande guru da qualidade Deming, tinha uma frase bastante interessante sobre esse fato “Em Deus eu acredito, todos os outros devem apresentar dados e fatos”.

Por que ser Green Belt?

Além da capacidade de analisar dados e entender variação, em um curso de “Seis Sigma Green Belt” o profissional terá contato com técnicas para visualizar e organizar processos, liderar equipes em projetos de melhoria e gerenciar processos por meio de indicadores aumentando sua capacidade de desenvolver projetos com resultados financeiros de alto impacto.

Além disso, você se tornará um especialista no que há de mais moderno em termos de metodologia para melhoria de qualidade e produtividade, para aumentar sua empregabilidade, para seu aperfeiçoamento e desenvolvimento profissional, para valorização de seu currículo, etc.

O que fazem os profissionais Green Belts e Black Belts nas organizações?

Os Green Belts, diferentemente dos Black Belts, são os profissionais que, após o treinamento, continuam atuando em suas áreas, mantendo seu papel dentro da empresa, porém com habilidades de realizar projetos mais ágeis, ajudando sua própria área. Esta agilidade provém da junção das características dos projetos que são executados sob a liderança do Green Belt, usualmente com prazos mais curtos. Dentro do Seis Sigma, os Green Belts e seus projetos dão maior movimento à implantação da metodologia. Podem receber apoio dos Black Belts, mas já possuem uma visão geral da metodologia Seis Sigma e são capazes de atuar liderando ou participando de projetos.

O profissional que faz o Seis Sigma Green Belt e depois o Black Belt, além de ser um especialista, possui um treinamento mais profundo, e também atua como “consultor interno” em melhoria contínua, sendo a “menina dos olhos” das empresas.

Existem habilidades complementares para um Green Belt?

Sim! A estatística nunca foi tão popular e o principal motivo é a necessidade da tomada de decisão correta em um ambiente altamente competitivo, que exige execução no menor tempo e custo, com máximo desempenho. Por ser a base do método científico e aplicável a todas as áreas do conhecimento, deixa de ser restrita às universidades e centros de pesquisa e apoio, tornando-se indispensável à gestão de negócios de alto desempenho visando a sua melhoria continua.

Para a aplicação da estatística, torna-se essencial um instrumento de apoio, que nos dias atuais pode ser mais que um Excel, que é ótimo, mas ficará limitado perto do que softwares poderosos podem fazer por você. Um dos mais utilizados é o MINITAB, quem sem dúvida pode simplificar sua vida. Simples e com interface muito amigável, tornando a aprendizagem mais fácil e rápida.

Bom pessoal, esperamos que estas informações sejam relevantes para as suas próximas escolhas.

Fonte: Portal MLG Educação