Células de Produção

O que é, Conceitos e Como Funciona?



A tecnologia de grupo é um conjunto de técnicas manufatureiras que tem como objetivo explorar as similaridades básicas de peças e de processos manufatureiros, a partir de sua classificação e codificação, ou seja: famílias podem ser classificadas por tamanho, forma, roteiros de fabricação, volume, etc; através de um sistema de codificação, onde cada parte recebe um código estruturado contendo as características físicas das peças.

O sistema de codificação traz vantagens para o sistema produtivo, pois torna mais fácil a determinação do roteiro de fabricação, onde os passos ficam mais claros devido a seu código.

Exemplo: Quatro famílias de peças são processadas nas máquinas A, B, C e D. Uma análise de cada família permitirá uma melhoria no processo.



Como apresentado na figura acima, após analisadas as famílias, temos uma outra visão do processo, muito mais organizado e estruturado, com roteiros especificados.

A padronização faz com que o número de partes também sejam reduzidos e quando novas partes são projetadas, o código de peças já existente pode ser acessado no banco de dados para identificar peças similares já em produção. Uma outra vantagem que a codificação apresenta é o agrupamento de peças similares em famílias, ou seja, peças de uma mesma família normalmente são feitas em máquinas similares e com o mesmo ferramental, reduzindo desta forma os custos e o tempo de desenvolvimento.

A codificação estruturada de materiais constitui uma das mais difíceis e trabalhosas tarefas para uma empresa, pois a classificação criteriosa muitas vezes leva a um sistema de codificação com um número excessivo de dígitos, dificultando sua operacionalidade. Com o advento de poderosos softwares de gestão de banco de dados que permitem listar os materiais sobre os mais variados critérios, essa tarefa pode ser muito simplificada.

CÉLULAS DE MANUFATURA

Podemos conceituar células de manufatura como um conjunto de máquinas fisicamente  separado para produzir uma família de peças. Os agrupamentos apresentados na figura acima são caracterizados como células de manufatura. Desta forma, famílias de peças que precisam ser fabricadas com uma certa frequência e em lotes podem utlilizar-se da manufatura celular.

As figuras a seguir apresentam exemplos esquemáticos de células. Lembrando que os conceitos de células de manufatura decorrem das teorias da tecnologia de grupo.



A tecnologia de grupo traz vantagens competitivas para a organização, pois proporciona um maior desempenho no processo, gerando menores custos de produção. E como as células de produção são constituídas para a fabricação de famílias de peças, isso faz com que os processos se tornem mais estruturados, melhorando a gestão dos recursos e diminuindo os desperdícios.

Fonte: 
Blog da Qualidade